O último tiro - Lee Child

>>  segunda-feira, 20 de abril de 2020

CHILD, Lee. O último tiro. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 20172. 406p. (Jack Reacher, v.9). Título original: One shot.

“Imaginou que pudesse simplesmente andar para leste do hospital e chegar à rodoviária antes de o sol nascer por completo. Poderia chegar em Indianópolis antes do almoço. Em seguida, poderia comprar um par de sapatos e estar em qualquer outro lugar antes de o sol se pôr mais uma vez. ” p.403

A série policial Jack Reacher é uma das minhas queridinhas. Fico na torcida para que a editora continue lançando os livros que faltam. Esse foi lançado fora da ordem, na época do lançamento do filme homônimo em 2013, estreado pelo Tom Cruise. Eu não li nem assisti porque queria manter a ordem da série. E só agora, anos depois, consegui fazer isso! Confiram o que achei de O último tiro do Lee Child.

Uma pequena cidade no subúrbio de Indianapólis. Uma sexta-feira à tarde, todos saindo do trabalho. Um homem sozinho, armado com um rifle se posiciona e atira calmamente. Em segundos ele mata cinco pessoas, com seis tiros. Um massacre inexplicável. As pistas apontam para James Barr, um veterano na Guerra do Golfo, um franco-atirador. Ele é preso, mas se recusa a falar. Tudo o que ele diz é: - Achem Jack Reacher.

Jack Reacher, 45, um ex-policial do exército, está em Miami com uma bela mulher, quando assiste a reportagem sobre o massacre na TV. Quando houve o nome de James Barr, ele sabe que precisa ir até o local.  Muitos ônibus e muitas rodoviárias depois, ele chega a cidade. Com a roupa do corpo, sem nenhum plano específico e sem ter ideia do que o espera.

A advogada de defesa, Helen Rodin, não acredita em sua sorte quando Reacher entra em seu escritório. Eles tentaram acha-lo de todo jeito, sem sucesso. Mas sua alegria não dura muito, Reacher afirma que não foi lá para ajudar, que Barr já fez isso uma vez no passado, durante a guerra, e que ele está ali para enterrá-lo de vez. Já que dá primeira vez ele escapou impune e foi afastado do exército com honras por motivos políticos.

Porém, ao começar a investigar, Reacher descobre que nem tudo é o que parece ser. E acaba metido em uma trama complicada e muito perigosa.

~~~~~

Eu adoro o Reacher! Cada novo livro é uma aventura tão boa quanto a anterior, sempre cheio de adrenalina, muita ação e diálogos ácidos e interessantes. Reacher é linha dura, não dá muitas explicações e faz o que precisa ser feito, sempre! Seu jeito brucutu seduz mulheres em todos os livros e através das páginas rs, ele é totalmente “piriguetagem literária”. 

Eu sempre tento ler qualquer série na ordem, essa história de “livro independente” não me convence muito não rs. E por isso demorei tanto a ler este volume, fui esperando lançar todos os anteriores para ler até chegar nesse. Estou já curiosa para assistir ao fime, apesar do Tom Cruise kkkk. Não consigo realmente imaginar Reacher (Cadê os meus mais de 2 metros de altura? Os atuais 113 quilos? Os olhos azuis penetrantes E o corpo definido e cheio de músculos? Aff) na pele desse baixinho bonitinho. Mas enfim, depois conto se o filme foi fiel ao livro e ao personagem. Só pelo trailer vi que é cheio de cenas de ação completamente inexistentes no livro.

Outra coisa vergonha alheia, além do Tom rs, foi a sinopse oficial desse livro. No final eles citam: “e voltar a se meter em tramas tão sujas e violentas que derrubariam até James Bond, MacGiver e Chuck Norris. Reacher, no entanto, permanece sempre de pé, armado... e bem vestido.” Não gente, menos! Primeiro que Reacher não tem nada em comum com os nomes citados, a não ser o fato de ser foda. Também porque Reacher nunca está bem vestido kk, ele sempre tem a roupa do corpo e só. Usa por quatro dias e joga fora e compra outra (bem nojetinho na verdade). E nesse livro ele não pega em uma arma! Ele usa uma faca no final e só.  Enfim, quem escreve sinopse deveria ler os livros rs.

Voltando ao livro, a trama é bem boa! Ele começa já com os assassinatos e a prisão do Barr. E o negócio é que estava tudo tão na cara, todas as pistas apontando para o cara, que eu logo desconfiei que tinha alguma armação no meio. Aí Reacher já chega falando que ele é culpado, e minha teoria foi por terra. Sabemos que tem algum bandido por trás, que quer que ele continue preso e quer Reacher bem longe da cidade, mas não sabemos o porquê. Na verdade, esses bandidos fazem sempre tanta burrice que beira ao inacreditável! Sempre tenho a impressão de que se eles deixassem tudo se resolver sem se meter, não daria tão errado para eles! Enfim, eu matei algumas charadas e errei outras, a trama me prendeu do início ao fim.

Adorei os novos personagens! Helen com sua determinação incansável. A irmã do Barr jurando que o irmão era inocente e largando tudo para tentar salvá-lo. A repórter Ann Yanni que mostrou ser dura na queda e todos os outros que se unem para ajudar. Pena que eles somem e nunca mais aparecem em outros livros.

O final é sempre mais corrido e bem aberto, quase sempre termina com Reacher pegando a estrada e indo sabe-se lá para onde, sem se despedir de ninguém. Esse não foi diferente, a ação mesmo ficou toda para o final e em pouco tempo ele consegue resolver tudo. Eu achei legal que dessa vez ele não fez tudo sozinho, contou com ajuda de outros personagens.

Eu adorei e já estou curiosa para ler o próximo, ainda bem que já lançaram! Agora temos até o décimo e depois o décimo oitavo fora da ordem (Sem retorno, que também virou filme). Então agora estou torcendo para lançarem logo os próximos, até chegaram nele rs.

Vou indicar mais uma série gigante, mas outra que vale tanto a pena!! Leiam!!

Adicione ao seu Skoob!

Série Jacy Reacher do Lee Child
  1. Dinheiro Sujo (Killing Floor)
  2. Destino: Inferno ( Die Trying)
  3. Alerta final (Tripwire)
  4. Caçada às cegas (Running Blind)
  5. Miragem em chamas (Echo Burning)
  6. Serviço secreto (Without Fail)
  7. Acerto de contas (Persuader)
  8. O inimigo (The Enemy)
  9. O último tiro (One Shot) 
  10. Por bem ou por mal (The hard Way)
  11. Bad Luck and Trouble (os demais não lançados no Brasil)
  12. Nothing to Lose
  13. Gone Tomorrow
  14. 61 ours
  15. Worth dying
  16. The affair
  17. A wanted man
  18. Sem retorno (Never go back)
  19. Personal
  20. Make Me
  21. Night School
  22. The midnight  line
  23. Past tense
  24. Blue Moon.

Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Kit Top Comentarista de abril!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO