target="_blank">Some alt text
Promoções
target="_blank">Some alt text
Viaje com as séries
target="_blank">some alt text
Viaje comigo
target="_blank">some alt text
Ofertas Submarino
target="_blank">Some alt text
Os melhores do ano
target="_blank">Some alt text
Viajando no mundo das cores

Volta para casa - Harlan Coben

>>  segunda-feira, 25 de junho de 2018

COBEN, Harlan. Volta para casa. São Paulo: Editora Arqueiro, 2018. 304p. (Myron Bolitar, v.11). Título original: Home.

“-Estamos cometendo o mesmo equívoco outra vez.
- Que equívoco?
- Estamos ignorando o axioma de Sherlock. Precisamos de mais dados.
Win estava certo. Volta e meia eles citavam o adorado Sherlock Holmes, de Arthur Conan Doyle: É um erro grave teorizarmos na ausência de dados. Insensatamente começamos a retorcer os fatos para adequá-los à teoria em vez de retorcer a teria para adequá-la aos fatos.”
- Myron?
- Sim.
- Tem mais alguma coisa errada, não tem? O que é?
Myron suspirou, declarado em seguida:
- Acho que você não vai gostar.
- Então talvez seja o caso de você enrolar mais um pouco, dourar a pílula...
- Mais sarcasmo?
- Mais enrolação?” p. 168-169

Harlan Coben está de volta!! E com nada menos do que mais um exemplar da série queridinha dos leitores, Myron Bolitar! Depois de Alta tensão, décimo volume da série, ter sido publicado em 2011 nos EUA, o autor não lançou mais nada. Até que Home foi lançado por lá em 2016 e, claro, eu estava louca para ler! Confiram o que achei de Volta para casa!

Win desapareceu, por um ano Myron não soube nem sinal dele, nenhuma pista, nada! Sem ter muito o que fazer, segue sua vida ao lado da noiva, Teresa Collins. O casamento está próximo, e ele nunca esteve tão apaixonado. Já Esperanza voltou a encenar as lutas livres ao lado de Big Cindy, enquanto isso, passa por um difícil processo de divórcio e luta pela guarda do filho.

Quando Win telefona no meio da madrugada, Myron fica feliz e assustado, o amigo pede que ele vá para Londres imediatamente, Myron vai.

Dez anos atrás, dois meninos de seis anos, Patrick Moore e Rhys Baldwin, foram sequestrados enquanto estavam na casa de um deles, uma mansão de Nova Jersey. A dona da mansão é Brooke Lockwood Baldwin, prima de Win. Ela e o marido, Rhys Baldwin, não estavam em casa no momento do sequestro. As crianças estavam com a babá finlandesa de apenas 18 anos, Vada Linna. Quando Nancy Moore, mãe de Patrick, chega a residência, ninguém atende ao interfone. Ela não se preocupa imediatamente, mas quando fala para Brooke, que volta imediatamente para casa, encontram a casa vazia e a babá amarrada no porão. Na época um resgate foi pedido, mas ninguém aparece para pegar o dinheiro, e os meninos, nunca mais foram vistos.

Agora Win acredita ter localizado um deles em Londres, Patrick. Ele e Myron irão fazer de tudo para encontra-lo e resgatá-lo. E para encontrar Rhys, ele prometeu isso a prima, e Win, nunca desiste.

Porém, o caso todo é muito confuso, muitas coisas são estranhas. Juntando peças, encaixando pistas, a dupla Myron e Win, se dedicam totalmente a mais um mistério.

~~~~~~~

Foram cinco longos anos em que os leitores acharam que essa série já estava concluída, até que o autor resolve escrever mais um livro, e arrasa! Esse sim tem cara de final, de nostalgia... tem o melhor de Myron Bolitar. Mas não se enganem, esse livro é fantástico sim, mas não é para ser lido fora da ordem da série. Quem leu esse livro apenas, vai perder todo o encantamento, todas as piadas já conhecidas, todas as pontas soltas da vida dos protagonistas sendo atadas.

Quem conhece, vai se deliciar com um Myron apaixonado, e dessa vez, correspondido, e melhor ainda, por alguém que o merece. Vai ficar com os olhos marejados em todas as cenas que envolvem os pais de Myron, agora idosos e frágeis. É triste ver a Sra Bolitar com mal de Parkinson, ela que já foi tão ativa, tão bem humorada e divertida.  Vai rever Mickey – sobrinho de Myron – e seus amigos (devo ter pegado um monte de spoilers, porque eu não li a trilogia do Mickey ainda, triste). Revemos Win e ficamos encantados por ele narrar parte do livro, por ver um lado humano em Win, um lado ainda desconhecido. Ele e Myron poderiam ser um casal se não fossem heterossexuais, o amor deles é forte assim. Revemos Esperanza e Big Cindy, e o melhor, as duas de volta ao ringue. Até Zorra aparece, com cenas hilárias e interessantes. Achei estranho não terem citado nada da filha de Teresa.

Esse sim teve cara de final de série, terminou fechadinho, mas será que agora acabou mesmo? Fica a dúvida e o desejo aos eternos fãs de Myron/Win.

O caso em si é dos mais misteriosos que eles já investigaram, acho impossível algum leitor ter desvendado esse mistério. Eu desconfiei que Nancy mentisse, e só, jamais teria deduzido algo tão mórbido. Porém, falando do mistério em si, algumas coisas não me convenceram. Não da para explicar tudo porque não quero contar spoilers, mas a história de Patrick dos seis aos dezesseis anos não me convence. Principalmente pela atitude dele no final do livro.  Mas isso foram só detalhes, no geral eu amei o livro do início ao fim!

Eu espero que não seja o último, não sei se estou preparada para nunca mais acompanhar a dupla rsrs, por outro lado, se terminar aqui, ficou tudo muito bem amarrado.

Leiam! Harlan Coben é imperdível e Myron Bolitar é inesquecível!

Adicione ao seu Skoob!

Série Myron Bolitar de Harlan Coben
  1. Quebra de confiança (Deal breaker)
  2. Jogada mortal (Drop shot)
  3. Sem deixar rastros (Fade away)
  4. O preço da vitória (Back spin)
  5. Um passo em falso (One false move)
  6. Detalhe final (The final detail)
  7. O medo mais profundo (Darkest fear)
  8. A promessa (Promise me) 
  9. Quando ela se foi (Long lost)
  10. Alta tensão (Live wire)
  11. Volta para casa (Home).
Avaliação (1 a 5):

Comente, preencha o formulário, e concorra ao Top comentarista de junho!

Postar um comentário

  © Viagem Literária - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO